Categories
Audio Sources - Full Text Articles

Senador pede investigação de capitão lotado no gabinete da Presidência que estimula atos golpistas

Listen to this article

O senador petista Humberto Costa pediu nesta quarta-feira, dia 30, que a Justiça Militar investigue possíveis crimes cometidos pelo capitão da ativa do Exército Andriely Cirino. Ele está lotado no gabinete do presidente Jair Bolsonaro, do PL, e estimula atos golpistas por meio de uma lista de transmissão no WhatsApp, como o Intercept revelou em 11 de novembro.

“Pleiteio que se iniciem os procedimentos investigatórios contra o militar em epígrafe, a fim de apurar, em tese, infração militar acometido de crimes de atentado contra o Estado Democrático de Direito, ao incitar e propagar atos ilegais e antidemocráticos”, pediu Costa, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado, em ofício ao procurador-geral militar, Antônio Pereira Duarte.

O senador considera que as ações de Cirino desonram a corporação militar e “caracterizam práticas criminosas, com ameaças de abolição do Estado Democrático e os Poderes Constitucionais, incitando a deposição de um governo legítimo, e ademais, almejando animosidade entre as Forças Armadas, sociedade e os Poderes Constitucionais”.

Essa foi a segunda ofensiva do PT contra membros das Forças Armadas ligados aos atos golpistas. Também nesta quarta-feira, deputados do partido acionaram o Supremo Tribunal Federal contra um outro militar da ativa que coordena atos antidemocráticos. O caso foi revelado ontem pela Folha de S.Paulo.

Conforme revelamos no dia 11, o capitão Cirino tem veiculado mensagens com conteúdos golpistas, negando o resultado das eleições presidenciais do segundo turno, além de conclamar manifestações antidemocráticas e levantar suspeitas — infundadas — contra as urnas eletrônicas. Há cerca de um mês, milhares de bolsonaristas estão acampados em diversos estados do país pedindo uma intervenção militar, o que é crime.

Quando procurado para comentar as mensagens, Cirino negou que propagasse fake news e atentasse contra a Constituição e não respondeu se enviava as mensagens por ordem do presidente. O Planalto não se manifestou.

The post Senador pede investigação de capitão lotado no gabinete da Presidência que estimula atos golpistas appeared first on The Intercept.

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE